Como morar em Portugal: tudo o que você precisa saber

Portugal está entre as principais opções dos brasileiros quando se trata de planos de imigração. O sonho de mudar de vida e morar em um país europeu se torna mais acessível pela facilidade do idioma, mas principalmente pela qualidade de vida. E, dentro desse cenário, uma das maiores dúvidas é sobre como morar em Portugal.

De acordo com o Índice Global da Paz de 2021, Portugal é o terceiro país mais seguro do mundo. Faz parte da lista de vanatgens o fato de que Portugal também é um dos países com um dos custos de vida mais baixos da Europa. O país também oferece um clima ideal, sistema público de saúde de qualidade e escolas/universidades de ponta.

Por estas razões Portugal possui uma grande comunidade brasileira, consistindo em 25% dos imigrantes no país. Além disso, a economia portuguesa tem crescido a passos largos e com forte estabilidade, garantindo um bom futuro para quem decidir morar em Portugal.

Caso você também esteja planejando mudar de vida, este artigo vai responder todas as suas dúvidas sobre como morar em Portugal.

Como morar em Portugal?

Para a pessoa que já possui cidadania portuguesa ou qualquer outra cidadania da união europeia, não é preciso de visto para morar em Portugal. Para todos os outros casos, o visto prévio é obrigatório. Mas se esse não é o seu caso, é necessário obter um visto e autorização de residência para evitar problemas com as autoridades.

A maioria dos vistos disponíveis são concedidos antes de entrar no país. E, vale dizer que os vistos são obtidos de acordo com a situação, necessidade ou interesse do imigrante.

Quais são os tipos de visto para morar em Portugal?

Pelo fato de existirem vários tipos de visto, essa é uma informação que as muita gente costuma ter dúvida. Veja abaixo quais são os princiapais visitos quando o assunto é morar em portugal:

Visto de Renda Própria

Visto concedido aos aposentados que possuem renda mínima superior a um salário mínimo português (665 €).

Curiosidade: Saiba como é morar em Portugal para aposentados.

Visto de empreendedor – D2

Se você pretende investir em um negócio próprio com relevância econômica para Portugal, o Visto D2 é uma vantagem. Este visto é dado para aqueles que pretendem investir em um negócio próprio com relevância econômica para Portugal. Não existe um valor mínimo estipulado para o investimento, no entanto, é certo que quanto mais interessante seu plano de negócios for para o país, mais chances você terá de conseguir o seu visto.

Caso concedido, este visto também pode ser agregado ao cônjuge, filhos e irmãos menores do solicitante.

Curiosidade: Para a constituição de uma sociedade, em regra, não existe um capital social mínimo, podendo ser constituída com apenas um euro, por exemplo. Entretanto, existem atividades sujeitas a regras especiais, que impõem montantes mínimos.

Golden Visa

O Golden Visa Portugal é um dos vistos com mais vantagens, pois oferece o benefício do requerente e sua família viverem na Europa como cidadãos europeus. Outro lado positivo é que após 5 anos de residência em Portugal, você pode obter a residência permanente e depois de seis anos, a dupla cidadania.

Curiosidade: Se você vive em união estável há mais de três anos com cidadã(o) de nacionalidade portuguesa, então você poderá ter direito à esta nacionalidade, basta que possua efetiva ligação à comunidade portuguesa e sejam satisfeitas as exigências da Lei de Nacionalidade para o caso.

O Golden Visa é designado para aqueles que pretendem:

  • Adquirir um imóvel de valor superior a 350 mil euros, com construção anterior a 30 anos;
  • Comprar imóveis de valor superior a 300 mil euros;
  • Abrir uma empresa no país com pelo menos 10 funcionários;
  • Investir pelo menos 1 milhão de euros no mercado financeiro;
  • Investir pelo menos 350 mil euros em pesquisa cientificas;
  • Investir 250 mil euros em conservação do patrimônio ou na produção artística do país.

Ficou unteressado? Aproveite e descubra 5 fatos que você precisa saber sobre o Golden Visa.

Start Up Visa

O Startup Visa Portugal é direcionado para aqueles que já possuem uma Start Up e desejam mudar para Portugal ou criar uma no país. Mas, para isso o primeiro passo será comprovar o preenchimento dos seguintes requisitos:

startup portugal

  • Estar desenvolvendo atividade comercial ou criar produtos inovadores;
  • Atingir ou ter potencial para lucrar pelo menos 350 € mil nos primeiros 3 anos ou acima de 500 € mil por ano;
  • Empregar mão de obra qualificada.

Visto de trabalho

O visto de trabalho também é uma opção para brasileiros que querem morar em Portugal. No entanto, a empresa portuguesa precisa comprovar que não encontrou cidadãos nacionais aptos a preencher a vaga. Por este motivo precisa contratar mão de obra estrangeira.

Ainda, para solicitar o visto é preciso que se tenha em mãos um contrato de trabalho ou uma carta de promessa de trabalho, atestar que não esteja ou nunca tenha estado ilegal na Europa e não possua antecedentes criminais.

Visto de estudante

Sim, o visto de estudante também faz parte das possibilidades e, para adquirir este visto, é necessário que o estudante comprove:

  • Matrícula em uma universidade portuguesa;
  • Renda para se manter no paí;
  • Residência durante o período do curso.

Outra opção é participar do programa Erasmus, oferecido por várias universidades ao redor do mundo, inclusive no Brasil. Vale dizer que o visto de estudante também pode ser cedido para cursos de MBA, mestrado ou doutorado.

Atenção:  O estudante deve comprovar que tem renda suficiente para se manter no país e ter um comprovante de residência durante o período do curso. O visto de estudante não permite que o solicitante exerça qualquer função remunerada dentro do país.

Como é o custo de vida em Portugal?

Apesar de o salário mínimo ser relativamente baixo, Portugal possui o custo de vida mais acessível em comparação a outras cidades da Europa.

bairro de luxo em lisboa

Em cidades mais caras como a capital Lisboa, o custo de vida mínimo em dinheiro local é equivalente a 2000 € e, em cidades menores, como a região de Braga e Vila Nova de Gaia, por exemplo, certamente os gastos serão bem menores. A principal desvantagem é o gasto mensal com o aluguel de um imóvel, por ser muito caro, várias pessoas optam por viver fora dos grandes centros urbanos.

Então, mesmo não sendo um país populoso ou com dimensões geográficas exorbitantes, morar em Portugal pode oferecer um menu diverso de lugares que são capazes de se enquadrarem ao bolso e ao estilo de vida do imigrante.

Quais são as melhores cidades para quem quer morar em Portugal?

Na realidade, para decidir qual a melhor cidade, tudo vai depender da intenção do imigrante. Cidades maiores como Lisboa e Porto oferecem maiores chances de trabalho e investimentos.

Aliás, as melhores universidades para intercâmbio estão localizadas nas cidades do Porto e Coimbra. Em vez disso, cidades menores como Braga, Vila Nova de Gaia e Cascais, por exmplo, são uma ótima opção para aposentados ou aqueles que procuram calmaria e a imagem de belas paisagens.

praia-estoril

Mas é importante lembrar que Portugal é um país relativamente pequeno. Por isso, as distâncias são muitos menores. Muitos brasileiros, por exemplo, moram em Cascais e trabalham em Lisboa. Investidores também podem escolher viver em Vila Nova de Gaia pela proximidade com Porto, dando oportunidade para aproveitar o que a cidade grande oferece.

Portugal também é cercado de belas praias e a região do Algarve é o destino de férias, a verdadeira zona de conforto dos portugueses durante os meses de verão.

Curiosidade: Para mais detalhes, leia nossos artigos completos com tudo sobre como é:

Como é a saúde pública em Portugal?

De maneira geral, o sistema nacional de saúde em Portugal é de ótima qualidade e com uma excelente infraestrutura. No entanto, não é um serviço completamente gratuito como no Brasil.

Quando os brasileiros estão planejando a mudança para Portugal, uma dúvida bem comum é a respeito da necessidade de se contratar um plano de saúde em Portugal.

A verdade é que Portugal trabalha com planos de saúde que funcionam cobrindo uma porcentagem do que os portugueses pagam em hospitais particulares no decorrer do ano.

como morar em portugal

Os brasileiros podem usufruir dos serviços públicos de saúde por meio de um acordo feito entre Brasil e Portugal. Para ter direito ao SNS, basta solicitar o Certificado de Direito à Assistência Médica (PB-4). O documento é gratuito e pode ser retirado nos Núcleos Estaduais do Ministério da Saúde no Brasil.

Atenção: os estrangeiros que vivem legalmente em Portugal podem se inscrever no Centro de Saúde e solicitar o Número de Utente para usufruir do sistema público de saúde e das taxas moderadoras.

Como comprar uma casa em Portugal?

Para comprar uma casa em Portugal, o primeiro passo é ter disponível as seguintes documentações:

  • Número de contribuinte português;
  • Documento de Identificação;
  • Comprovante de Imposto de renda dos últimos 3 anos;
  • Certidão do Registro Predial;
  • Três últimos contracheques ou comprovante de renda;
  • Três meses de extratos bancários.

Como é o trabalho em Portugal?

O trabalho em Portugal traz uma característica parecida com o formato que temos hoje no Brasil, no que tange às horas trabalhadas por dia (full-time/part-time) e a quantidade de dias de trabalho na semana. Além disso, as estrevistas para a contratação também  seguem padrões similares.

Apesar dos salários aparentarem ser baixos à primeira vista, é preciso considerar o poder de compra em Portugal para que possamos avaliar e entender corretamente como é morar por lá com o salário recebido.

A título de exemplificação, em uma comparação de poder de compra entre Lisboa e São Paulo, a cidade portuguesa tem um resultado 43% maior que a capital paulista.

E como é de se esperar, os locais com mais oportunidades no mercado de trabalho estão localizados nas cidades metropolitanas de Lisboa e do Porto

Vale a pena morar em Portugal?

É claro que não existe um lugar perfeito para viver. No entanto, na hora de decidir morar em Portugal, vale a pena levar em consideração alguns passos importantes.

Um dos principais motivos para as pessoas decidirem se mudar para Portugal é a busca por uma melhor qualidade de vida. E quando falamos em qualidade de vida, nós nos referimos a diversos fatores como: educação, saúde, segurança social, condições de moradia e saneamento básico.

De acordo com o estudo Quality of Living, da consultoria Mercer: Lisboa, por exemplo, ocupa a 38º no ranking de qualidade de vida. A capital portuguesa ficou à frente de grandes cidades do continente europeu e americano, como: Paris, Londres, Milão, Madrid e Nova York.

Portanto nós acreditamos que vale a pena morar em Portugal, além de ser também uma possibilidade de conhecer uma nova cultura. E se você tem um perfil investidor, não deixe de conferir o nosso artigo sobre como investir em Portugal e descubra quais são as melhores opções do mercado!