Cidadania por investimento: a melhor maneira de conseguir uma dupla nacionalidade

A dupla nacionalidade é o sonho de muitas pessoas. Afinal, uma segunda cidadania pode gerar uma série de vantagens.

Muitas pessoas não sabem, mas uma das melhores maneiras para consegui-la é através de investimento.

Os programas de cidadania por investimento são aplicados por alguns países do mundo, como Portugal, Espanha, Malta, Chipre, Antígua e Barbuda, São Cristóvão e Névis, Santa Lúcia, Dominica e Granada.

Com isso, o investidor tem a possibilidade de adquirir um passaporte europeu e caribenho, considerados dois dos mais poderosos.

Além da possibilidade de viver nesses países, o cidadão recebe os mesmos direitos que um nativo, incluindo passe livre para viagens em diversas nações. O que é uma ótima maneira de se proteger contra eventuais instabilidades políticas e econômicas.

Se você quer saber tudo sobre a cidadania por investimento, como consegui-la e adquirir a dupla nacionalidade, chegou ao lugar certo.

No texto a seguir, conheça todos os detalhes e processos necessários para garantir o seu segundo passaporte.

Quais são os benefícios de ter a dupla nacionalidade?

Existem muitas vantagens consequentes da aquisição da dupla nacionalidade. A seguir, saiba quais são algumas das principais.

Liberdade para viajar

Com a dupla nacionalidade, o cidadão ganha o direito de viajar livremente pelos países que têm acordo com o país em questão.

A cidadania portuguesa, por exemplo, permite o passe livre para circular entre os países que compõem a Zona Schengen, que inclui mais de 26 nações.

Oportunidades

A aquisição da dupla cidadania também abre um novo leque de oportunidades para o requerente.

Por exemplo, a possibilidade de se mudar para um país com segurança, educação de primeiro mundo e acesso facilitado à saúde.

Estabilidade

Outro benefício gerado pela dupla cidadania é a abertura de portas. É sempre bom ter um plano B para se proteger contra eventuais crises.

A estabilidade não é direcionada somente ao investidor, já que sua família recebe os mesmos direitos. Ou seja, trata-se de um investimento a longo prazo que pode ser repassado às gerações futuras.

É possível comprar um segundo passaporte?

Legalmente, não é possível comprar um segundo passaporte.

No entanto, alguns governos são abertos à possibilidade de conquistar a cidadania através de investimento. Ou seja, enquanto o país recebe recursos para direcionar para a economia local, o investidor recebe os direitos de um cidadão nativo.

Esses processos são chamados de programas de cidadania por investimento, uma maneira muito popular para adquirir o passaporte de outro país.

Como conseguir a dupla nacionalidade?

Existem diversas maneiras para conseguir a dupla nacionalidade. Um bom exemplo é por meio da hereditariedade.

No entanto, uma alternativa são os programas de cidadania por investimento.

Alguns dos mais populares são os dos Estados Unidos, Portugal e Malásia.

Todos eles apresentam algumas variações de prazo, valor de investimento e outros elementos.

Por exemplo, em países como Dominica, São Cristóvão e Névis, Santa Lúcia, Antígua e Barbuda e Granada, é possível adquirir a cidadania em menos de um ano.

Outros programas exigem um período prévio como residente, como o Golden Visa Portugal e o Golden Visa Espanha. Nesse caso, o prazo é maior: respectivamente 5 e 10 anos para obtenção da cidadania.

O tipo de investimento também pode alternar. Normalmente, são voltados a doações para o governo ou investimento imobiliário. No entanto, existem outras opções, como o investimento em negócios locais ou em pesquisa.

Com relação aos valores, são dependentes das características do programa e escolha do investidor. Em Portugal, o investimento mínimo é de €280.000. Já em Antígua e Barbuda, é de $100.000.

Outro detalhe importante é o período de estadia. Alguns programas sequer exigem que o requerente viva no país, outros têm pequenos períodos de estadia. No caso de Portugal, é de 7 dias ao ano em média.

Por conta de todas essas variáveis, é sempre recomendado conversar com um especialista para saber qual programa me melhor se adequa às necessidades do investidor.

Qual é o melhor país para a dupla cidadania?

A escolha pelo país para solicitar a dupla cidadania não é fácil. Existem uma série de perguntas que devem ser feitas antes de tomar uma decisão. Por exemplo:

  • O país está na lista branca da OECD?
  • O país faz parte da Zona Schengen?
  • Quanto custam os processos?
  • Qual é o valor do investimento?
  • Quanto tempo demora para obter a cidadania?
  • Qual é a situação econômica do país?
  • Quais são os benefícios adquiridos?
  • É necessário viver no país para obter a cidadania?
  • Os familiares também recebem os mesmos benefícios?

Por conta da força do passaporte, a cidadania europeia é uma das mais requisitadas do mundo. No entanto, outra opção é a cidadania caribenha.

Vantagens da cidadania europeia

Uma das principais vantagens da cidadania caribenha é a liberdade para viajar.

Como cidadão europeu, você terá o direito a viver e trabalhar em qualquer lugar da Área Econômica Europeia (EEA).

Com o visto de residência, você poderá viajar para qualquer um dos países que compõem a Zona Schengen e muitas outras nações ao redor do mundo.

Além disso, há uma série de benefícios fiscais gerados através da cidadania europeia.

Melhores países para a cidadania por investimento

Abaixo, veja uma tabela de países e algumas das características da cidadania por investimento.

PaísTempo para cidadaniaInvestimento mínimo
Portugal5 anos€280.000
Espanha10 anos€500.000
Chipre8 meses€2.150.000
Malta15 meses$1.150.000
Granada1 mês$150.000
São Cristóvão e Névis4 meses$150.000
Antígua e Barbuda4 meses$100.000
Dominica4 meses$100.000
Santa Lúcia4 meses$100.000

 

Como conseguir um segundo passaporte?

Cada programa de cidadania por investimento tem diferentes requisitos.

Você pode saber mais sobre cada um deles nos Guias Definitivos ao clicar nos links a seguir:

A dupla nacionalidade é válida para filhos?

Se você se pergunta se a dupla cidadania também é válida para cônjuge, filhos, dependentes e outros familiares, a resposta é sim.

A maior parte dos programas de cidadania por investimento abraçam membros diretos da família, que pode ser adquirida com uma única solicitação.

Esse é, inclusive, um dos pontos positivos do programa: a possibilidade de repassar a nacionalidade para as futuras gerações.

Passo a passo para conseguir a dupla nacionalidade

Se você tem dúvidas sobre o processo para conseguir a dupla nacionalidade, veja a seguir um passo a passo prático para realizar a solicitação.

1. Conversa com um especialista

O primeiro passo consiste em conversar com um especialista. Essa ação pode ser realizada de maneira gratuita. No bate-papo, serão debatidas as necessidades do investidor, já que cada solicitação é única.

2. Consultoria

A equipe de especialistas prepara um portfólio de possibilidades, mostrando ao investidor quais são as opções de investimento, países e benefícios. Ou seja, ocorre o planejamento para auxiliar na tomada de decisão.

3. Inscrição

São reunidos todos os documentos necessários e realizados os investimentos. Tudo isso, claro, em conjunto com a empresa escolhida. Depois, ela também ajuda em cada etapa do processo até a chegada da documentação oficial da cidadania e passaporte.

Perguntas frequentes sobre a dupla nacionalidade

Qual é o programa Golden Visa mais rápido na Europa?

O programa Golden Visa mais rápido da Europa é o de Portugal, que permite a cidadania portuguesa em 5 anos.

Qual é a maneira mais fácil de conseguir a dupla nacionalidade?

Quando alguém não tem direito à cidadania pela naturalização, descendência ou casamento, a cidadania por investimento é o caminho mais fácil para a dupla nacionalidade.

É possível conseguir a múltipla cidadania sendo brasileiro?

Sim, é possível conseguir a múltipla cidadania como brasileiro.

Meus filhos podem conseguir a dupla nacionalidade?

Sim. Muitos programas de cidadania por investimento envolvem outros membros da família, como filhos, cônjuges e outros familiares diretos.

Brasileiros podem conseguir um segundo passaporte?

Sim. O Brasil permite a segunda cidadania, passaporte e nacionalidade.

É possível comprar a dupla cidadania?

Não. No entanto, existe a possibilidade de conquistar a dupla cidadania por meio de investimento financeiro em programas de cidadania.

Como solicitar a dupla cidadania?

Cada país possui seus próprios órgãos regulatórios e processos para obtenção da dupla cidadania. Nesse caso, a recomendação é entrar em contato com um especialista para discutir os requisitos, necessidades e possibilidades de cada programa.

Quais países oferecem a cidadania por investimento?

Muitos países oferecem programas de cidadania por investimento. Alguns deles exigem um período mínimo de residência que precede a cidadania.

Veja, a seguir, uma lista de nações que permitem a cidadania por investimento:

Europa

  • Reino Unido
  • Malta
  • Chipre
  • Portugal
  • Espanha
  • Grécia
  • Holanda
  • Itália
  • Bulgária
  • Letônia
  • Irlanda
  • Moldávia.

América do Norte

  • Canadá
  • Estados Unidos.

América Central

  • México
  • Honduras
  • Nicarágua
  • Costa Rica
  • Panamá

Caribe

  • São Cristóvão e Névis
  • Santa Lúcia
  • Antígua e Barbuda
  • Granada
  • Dominica
  • Anguilla.

América do Sul

  • Colômbia
  • Peru
  • Argentina
  • Chile
  • Equador
  • Paraguai
  • Uruguai
  • Brasil.

Ásia

  • Malásia
  • Coreia do Sul, Turquia
  • Emirados Árabes
  • Tailândia.

Oceania

  • Austrália
  • Nova Zelândia
  • Vanuatu.

Quem pode solicitar a dupla cidadania?

A maior parte dos programas de cidadania por investimento realiza uma análise do histórico do requerente. Alguns comprovantes são exigidos por todos eles, como:

  • Registro criminal
  • Atestado médico
  • Extrato bancário.

Quais documentos são necessários para solicitar a segunda nacionalidade?

Cada programa de cidadania por investimento exige uma documentação específica.