Empreender em Portugal: conheça as melhores opções para brasileiros

Muitos brasileiros têm o sonho de empreender em Portugal.

Esse desejo faz todo sentido. Afinal, o país é considerado o melhor da Europa para estrangeiros.

Abrir um negócio e obter estabilidade em uma das nações mais seguras e com melhores índices de educação e saúde a nível mundial não parece uma má ideia, não é mesmo?

No entanto, essa não é uma tarefa tão simples. É preciso pesquisar, planejar e se preparar para realizar um investimento tão importante.

Se você quer saber como empreender em Portugal e se destacar no mercado, continue a leitura. No texto a seguir, saiba como proceder e algumas boas ideias de negócios no país lusitano.

Como empreender em Portugal

Para empreender em Portugal é preciso seguir a mesma linha de raciocínio utilizada em qualquer lugar do mundo.

Isso quer dizer que é necessário observar a viabilidade das opções, estruturar o modelo do negócio e se preparar para possíveis obstáculos.

Em outras palavras, elaborar uma estratégia sólida e escalável, considerando elementos essenciais como mercado, finanças, marketing, localização, logística, recursos humanos, operacional, tributação, simulação de cenários, entre outros.

Para brasileiros que desejam investir a distância, é preciso levar em conta ainda mais atributos. Por exemplo, a cotação do euro, moeda vigente em Portugal. Além disso, passos como abertura de conta, documentação e contratação de serviços podem ser mais complexos e demorados que no Brasil.

Uma dica para quem pretende investir em Portugal é conquistar a cidadania europeia. Assim, você poderá visitar o seu próprio negócio quando quiser, além de uma série de outros benefícios.

A boa notícia é que existem dois vistos que visam privilegiar investimentos internacionais, que facilitam a vida de pessoas dispostas a colocar dinheiro no país.

Golden Visa Portugal

O Golden Visa Portugal é um dos programas de residência por investimento mais populares do mundo.

Nele, investidores são estimulados a aplicar na economia local e, como consequência, recebem a autorização de residência portuguesa (ARI).

Quando ele é mantido por pelo menos 5 anos, o requerente pode solicitar a residência permanente e a cidadania portuguesa, ganhando todos os direitos de um cidadão português.

Uma das grandes vantagens desse sistema é que é preciso passar apenas 7 dias em média em Portugal. Assim, você pode administrar os seus negócios mesmo que não queira se mudar para a Europa.

No entanto, essa pode ser uma boa ideia, já que o Golden Visa abre portas também para a família do investidor, que recebe os mesmos benefícios do requerente principal.

O programa Golden Visa Portugal oferece três diferentes opções para quem deseja investir em negócios, as quais serão detalhadas a seguir.

Investimento em negócio existente

Nesse caso, é preciso investir no mínimo € 350.000 em uma empresa registrada em Portugal.

Esses recursos serão investidos na própria companhia, visando aumentar ou incorporar o capital social do negócio.

Além disso, é necessário criar pelo menos 5 empregos permanentes por um período mínimo de 3 anos.

Criação de 10 empregos em período integral

Aqui não há um limite de investimento mínimo, mas é necessário criar pelo menos 10 empregos full-time em uma empresa. Em áreas de baixa densidade, o número de funcionários cai para 8.

Ou seja, é o formato mais indicado para quem quer abrir um negócio do zero, migrar ou criar filiais em Portugal.

Visto de empreendedor em Portugal

Já o visto de empreendedor, também conhecido como Visto D2, é voltado a pessoas que têm um menor valor para investimento. No entanto, como frisa a VFS Global, que é responsável pela intermediação do visto, não basta abrir um negócio no país.

De acordo com a empresa, para a aceitação serão levados em conta a relevância econômica e social do investimento.

Ou seja, é preciso provar o potencial do negócio. Isso é feito através de um plano de negócios eficiente, capaz de convencer o governo de que o impacto econômico será positivo.

Também é necessário provar operações de investimentos anteriores, além de uma série de outros comprovantes fiscais. Ou, se preferir, a confirmação de que a empresa tem os meios financeiros necessários para se estabelecer no país, com crédito obtido em instituições financeiras locais.

Startup Visa Portugal

Já a terceira opção é o Startup Visa Portugal. Nesse caso, a residência é concedida a empresas em estágio embrionário voltadas à inovação e tecnologia, e tem como objetivo atrair investimentos e talentos para o país.

Esse é um modelo muito popular entre os brasileiros, que ocupam boa parte das inscrições para o programa.

No caso, os requerentes devem preencher todos os requisitos e passar por uma avaliação de banca. Nela, será avaliado o potencial econômico, o caráter inovador do negócio, escalabilidade e conhecimento do candidato.

Quem pode ser empreendedor em Portugal

Portugal é um país amigável ao capital estrangeiro, inclusive oferecendo incentivos aos investidores. Por isso, qualquer brasileiro pode empreender no país.

Os benefícios concedidos pelos programas de residência (Golden Visa), visto D2 e Startup Visa Portugal comprovam essa tendência.

Como país de língua comum, é uma ótima porta de entrada para a Europa. Não a toa, cerca de 30% dos empreendedores estrangeiros em Portugal são brasileiros.

Como abrir uma empresa em Portugal?

Os processos para abrir uma empresa em Portugal são bastante simples quando comparados ao Brasil. A burocracia é menor e os procedimentos são mais ágeis e eficientes.

Os pedidos são realizados através de balcões do Empresa na Hora, cujos locais de atendimento são demonstrados neste link.

No local, é necessário indicar um dos modelos de pactos pré-aprovados, além de indicar um contador e realizar o valor do capital social da empresa. Os valores para abertura de empresa giram entre € 20 e € 360, dependendo das características do negócio.

No caso de estrangeiros, são necessários alguns documentos, como o NIF, o cartão de residência e o número do seguro social (NISS). Além disso, é preciso ter uma conta bancária válida no território nacional.

Outra maneira é por meio da internet. Nesse caso, é preciso acessar o e-Portugal, preencher todos os requisitos legais exigidos e esperar até 2 dias para a confirmação.

No caso de filiais ou subsidiárias, o pedido é realizado pelo Instituto dos Registros e do Notoriado e no Escritório Comercial de Registros.

As vantagens de empreender em Portugal

São muitas as vantagens oferecidas para brasileiros que desejam empreender em Portugal.

A seguir, conheça algumas das principais.

Cenário

Portugal é um país que abraça o empreendedorismo. O governo estimula a criação de novos negócios, principalmente quando voltados à tecnologia e à inovação. O que é um ótimo sinal para quem quer abrir um negócio no país.

Afinal, países abertos à inventividade tendem a escancarar muitas portas para novas iniciativas.

Um bom exemplo é a indústria de aluguéis. Com a emergência de aplicativos como o Airbnb, o mercado se aqueceu, trazendo uma infinidade de novas oportunidades para investidores do mercado imobiliário.

Outro caso é o das criptomoedas. As moedas virtuais são tratadas como qualquer outra em Portugal, o que faz com que cada vez mais traders busquem a hospitalidade do país.

Consequentemente, diversos outros mercados são afetados, o que torna a nação perfeita para atividades de empreendedorismo.

Visto

Como dito, Portugal oferece uma série de incentivos a investidores internacionais que desejam realizar aplicações comerciais no país.

Como exemplos, temos o Golden Visa Portugal, o Visto D2 e o Startup Visa Portugal, que garantem benefícios exclusivos para empreendedores, incluindo a possibilidade de conquistar a residência, a residência permanente e a cidadania no país.

Mão de obra

Devido à estabilidade econômica adquirida após um longo período de crise, Portugal atrai muita mão de obra qualificada.

Todos os anos, milhares de profissionais e estudantes adentram o país ou se formam nas universidades locais, que possui um sistema de educação eficiente e bem conceituado.

Contudo, o grande diferencial de Portugal é a relação entre o preço e a qualidade da mão de obra. Com custos de vida menos elevados, pessoas competentes buscam aperfeiçoar suas habilidades e decolar a carreira por lá, o que permite a contratação de ótimos profissionais a um custo acessível.

Idioma

Outra vantagem para investidores brasileiros é o idioma. Como não há barreiras linguísticas, a comunicação entre profissionais, serviços terceirizados e clientes acontece naturalmente.

Com isso, não há qualquer problema na hora de se comunicar e atuar, seja qual for a região do país escolhida para instalação do negócio.

Conexão

Portugal oferece uma das rotas aéreas mais rápidas para transitar do Brasil para a Europa. Para se ter uma ideia, um voo de São Paulo a Lisboa leva, em média, entre 9 e 10 horas para ser finalizado.

Ou seja, se você for um empreendedor ocupado, poderá desembarcar no país no mesmo dia. Esse pode ser um diferencial para quem precisa resolver problemas pessoalmente.

As melhores opções para empreender em Portugal

Portugal oferece diversas opções para quem deseja empreender. De pequenos negócios a grandes corporações, são muitas as oportunidades de negócios rentáveis.

No entanto, é necessário destacar três setores:

  • Turismo
  • Mercado imobiliário
  • Tecnologia.

Tais segmentos apresentaram grande desenvolvimento nos últimos anos, e a tendência é que continuem a crescer.

Outros ramos com grande potencial são:

  • Sustentabilidade
  • Alimentação
  • Comércio eletrônico
  • Franquias
  • Fundos de investimento.

Se você tem interesse em investir em Portugal para adquirir o Golden Visa, entre em contato conosco. Temos um time de especialistas que certamente lhe ajudarão a planejar e conquistar seus objetivos de negócio.