Conheça as áreas de baixa densidade do Golden Visa Portugal

As áreas de baixa densidade do Golden Visa são muito procuradas por investidores que desejam obter um segundo passaporte e, por consequência, uma segunda cidadania.

As razões para tal são diversas: o preço, a possibilidade de obter bons rendimentos com aluguel e a valorização de imóveis são apenas algumas delas.

Vale dizer que o governo português procura promover o investimento nas seguintes áreas:

  • Requalificação urbana
  • Regiões de baixa densidade
  • Herança cultural
  • Atividades de alto valor ambiental ou social
  • Produtividade e produção de empregos

Como tal, as autoridades portuguesas alteraram as rotas de investimento imobiliário para residência portuguesa, criando um sistema de classificação das áreas de Portugal elegíveis para investimento imobiliário. Essas áreas são chamadas de “interior” e “baixa densidade”. Mas não se engane, são termos diferentes.

Abaixo, mostramos quais áreas de Portugal se qualificam para investimento imobiliário, explicando as diferenças entre ‘áreas interiores’ e ‘baixa densidade’. Ao final, você terá um entendimento claro de quais áreas de Portugal se qualificam para um investimento imobiliário.

* Importante: O Programa Portugal Golden Visa sofreu alterações significativas, o que fez com que algumas opções de investimento imobiliário fossem revogadas ou parcialmente alteradas. Para uma visão geral completa das alterações, consulte o nosso guia a respeito das novas regras alterações do Golden Visa Portugal 2022 

O que são as áreas de baixa densidade do Golden Visa?

O Programa de Autorização de Residência de Portugal — também conhecido como Golden Visa Portugal — é um dos mais procurados do mundo. E, embora o Programa ofereça várias rotas de investimento, incluindo o investimento de um mínimo de 500K € em imóveis residenciais ou comerciais em Portugal, ou o investimento de 350K € em terrenos para construção, ambos aplicam-se a certas restrições de localização. Os preços variam dependendo se a propriedade fica ou não em uma Low density area (área de baixa densidade) de Portugal.

 

Conforme indicado, o mapa acima mostra as regiões em cinza claro, que estão classificadas como estando dentro da zona de baixa densidade.  Já as zonas que estão fora das áreas de baixa densidade do Golden Visa são destacadas em cinza escuro.

As áreas de baixa densidade determinam se uma taxa de desconto de 20% ao seu investimento se aplica ou não. Essas regiões são definidas como unidades territoriais (NUTS III) e têm menos de 100 habitantes por km quadrado ou um PIB per capita inferior a 75% da média nacional.

O que são as áreas de interiores do Golden Visa Portugal?

Áreas de interiores significam simplesmente regiões onde você pode fazer um investimento imobiliário residencial para se qualificar para uma autorização de residência com o Golden Visa.

Observação: Para imóveis comerciais, não há restrições de localização em vigor. Ou seja, você pode investir em qualquer parte do país, desde que o imóvel em questão seja classificado como ‘comercial’ (licenciado para atividades relacionadas a negócios).

Veja o nosso mapa abaixo destacando as áreas de interior de Portugal. Observe que os imóveis que pertencem a essas zonas são elegíveis para um investimento imobiliário residencial e comercial. No entanto, apenas imóveis comerciais podem ser adquiridos fora dos parâmetros “interiores” e, portanto, são destacadas em azul.

A partir dessas imagens, você poderá perceber que é possível que uma área seja interior e de alta densidade. Nesse caso, você pode comprar um imóvel residencial, mas nenhum desconto será aplicado.

Veja um outro exemplo prático: você está decidido a investir em imóveis no Algarve. Embora o Algarve seja classificado como de “baixa densidade”, não é considerado uma parte totalmente do interior de Portugal. Portanto, algumas partes do Algarve não são elegíveis para um investimento imobiliário residencial. Atualmente, algumas áreas elegíveis consideradas de baixa densidade e de interior são: Aljezur, Odeceixe e Sagres. Nesses casos, você pode comprar um imóvel residencial ou investir em um projeto de reabilitação residencial.

O nosso mapa abaixo destaca as áreas de Portugal que são elegíveis para:

  • Investimento imobiliário de alta densidade em áreas externas (apenas comercial);
  • Investimento imobiliário de baixa densidade em áreas externas (apenas comercial);
  • Investimento imobiliário (residencial e comercial) de alta densidade em áreas interiores (sem desconto aplicável por se tratar de alta densidade);
  • Investimento de imóveis (residencial e comercial) de baixa densidade em áreas interiores (aplicado o desconto de 20% por se tratar de baixa densidade);

Por que optar por imóveis residenciais de interiores e de baixa densidade?

É perfeitamente possível comprar uma casa residencial que se enquadra em uma área designada do interior de Portugal e que também passa a ser de “baixa densidade”. Algumas áreas com elevado potencial de crescimento que se qualificam para o Golden Visa incluem partes do Vale do Douro, Aljezur e Peneda Gerês.

Eles oferecem excelentes localizações de imóveis para investidores, com ótima relação custo-benefício, considerando que as casas são geralmente mais baratas e espaçosas nessas áreas de baixa densidade. Não é incomum para uma família adquirir a villa dos seus sonhos, recheada de árvores frutíferas, uma bela piscina e vistas incríveis por cerca de 400.000 €.

Atualmente, as regiões mais procuradas para investir são o Alentejo, Vale do Douro e Peneda Gerês. Todos oferecem preços de investimento fantásticos, com boas oportunidades no ramo de hotelaria, turismo ao ar livre ou turismo cultural e religioso.

Rendimentos com aluguel

Outro motivo pelo qual os investidores selecionam a opção das áreas de baixa densidade são os rendimentos com aluguel. O mercado português vem crescendo dia após dia, tanto recebendo imigrantes e turistas quanto na indústria do turismo.

Assim, os ganhos por meio de aluguel também sobem. Em áreas de baixa densidade, é possível comprar imóveis maiores. Vale dizer que com mais quartos, os ganhos também se multiplicam.

Outro fator que contribui para a alta taxa de visitantes é o número de estudantes que escolhem universidades no interior. E apesar de não existirem aeroportos nas áreas, há muitos aeródromos que permitem a fácil locomoção, além de linhas de ônibus e trem.

Valorização

O mercado imobiliário europeu é um dos mais valorizados da Europa. Por conta disso, muitos investidores vislumbram a possibilidade de revender seus imóveis por um preço elevado após alguns anos.

As áreas de baixa densidade são perfeitas para isso. Muitos aposentados preferem áreas com menor movimentação para aproveitarem uma vida pacata. Por conta disso, os imóveis dessas zonas são muito buscadas para esse objetivo. Ou seja, é um ótimo recurso para investir em Portugal.

A verdade é que não faltam opções para quem deseja investir em zonas de baixa densidade para o Golden Visa Portugal.

Se você tem alguma dúvida, entre em contato conosco. Será um prazer elaborar um plano de ações de acordo com suas necessidades.

Imóveis comerciais

Os imóveis comerciais em Portugal são elegíveis em todo o país, sem quaisquer restrições de localização. Os investidores que desejam comprar imóveis comerciais ou investir na reabilitação comercial nas principais áreas urbanas de Portugal, como Lisboa, Porto ou Algarve, podem fazê-lo livremente.

Os rendimentos comerciais (contratos de arrendamento de longo prazo) podem ser uma boa opção para investidores que procuram um investimento sólido. Os exemplos incluem escritórios, lojas franqueadas, restaurantes e áreas de depósito. Uma grande oportunidade para diversificar sua carteira de investimentos, tanto em termos de ativos tangíveis quanto intangíveis

A contrução de um imóvel comercial, normalmente em forma de hotel, são oportunidades privilegiadas porque não se limitam ao interior de Portugal (pode investir em qualquer parte do país). Os projetos de hotéis permitem que os investidores invistam a taxas reduzidas de 350K €, ou 280K € em áreas de baixa densidade

Esses projetos são uma estratégia de longo prazo para gerar retornos sólidos e estáveis, com potencial para receber receita consistente mensal, trimestral ou anual.

Como conseguir o Golden Visa Portugal por 280.000 €?

Para se qualificar para a opção de investimento em áreas de baixa densidade do Golden Visa por 280K € e aproveitar o desconto de 20%, você precisa:

  • Investir em um projeto de construção comercial localizado em uma área de baixa densidade do país, ou;
  • Invistir em um projeto de contrução residencial localizado em uma área de baixa densidade do país, que também é classificada como de interior.

Caso você pretenda investir num projeto de construção localizado numa zona de alta densidade, os custos começam nos 350.000 €. Vale dizer que o imóvel em questão deve ter mais de 30 anos e estar em reforma, ou estar em uma área designada para reabilitação. Se for um imóvel residencial,  ele também deve estar situado em uma área de interior.

Lista das áreas de baixa densidade do Golden Visa Portugal

A lista completa de 165 condados e 94 freguesias consideradas de baixa densidade também é apresentada a seguir:

Áreas de baixa densidade em Portugal:
1. Abrantes
2. Aguiar da Beira
3. Alandroal
4. Alcácer do Sol
5. Alcoutim
6. Alfândega da Fé
7. Alijó
8. Aljezur

9. Aljustrel
10. Almeida
11. Almodôvar
12. Alter de Chão
13. Alvaiázere
14. Alvito
15. Ansião
16. Arcos de Valdevez
17. Arganil
18. Armamar
19. Arouca
20. Arraiolos
21. Arronches

22. Avis
23. Baião
24. Barrancos
25. Bej
26. Belmonte
27. Borba
28. Boticas
29. Bragança
30. Cabeceiras de Basto
31. Campo Major
32. Carrazeda de Ansiães
33. Carregal do Sal
34. Castanheira de Pêra
35. Castelo Branco
36. Castela de Vide
37. Castro Daire
38. Castro Marim
39. Castro Verde
40. Celorico da Beira
41. Celorico de Basto
42. Chamusca
43. Chaves
44. Cinfães
45. Constância
46. Coruche
47. Covil
48. Crato
49. Cuba
50. Elvas

51. Estremoz
52. Évora
53. Fafe
54. Ferreira do Alentejo
55. Ferreira do Zêzere
56. Figueira de Castelo Rodrigo
57. Figueiró dos Vinhos
58. Fornos de Algodres
59. Freixo de Espada à Cinta
60. Fronteira
61. Fundão
62. Gavião
63. Góis
64. Gouveia
65. Grândola
66. Guarda
67. Idanha-a-Nova
68. Lamego
69. Lousã
70. Marção
71. Macedo de Cavaleiros
72. Mangualde
73. Manteigas
74. Marvão
75. Meda
76. Melgaço
77. Mértola
78. Mesão Frio
79. Miranda do Corvo
80. Miranda do Douro
81. Mirandela
82. Mogadouro
83. Moimenta da Beira
84. Monção
85. Monchique
86. Mondim de Basto
87. Monforte
8. Montalegre
89. Montemor-o-Novo
90. Mra
91. Mortágua
92. Moura

93. Mourão
94. Murça
95. Nelas
96. Nisa
97. Odemira
98. Oleiros
99. Oliveira de Frades
100. Oliveira o Hospital
101. Ourique
102. Pampilhosa da Serra
103. Paredes de Coura
104. Pedrógão Grande
105. Penacova
106. Penalva do Castelo
107. Penamacor
108. Penedono
109. Penela
110. Pedo da Régua
111. Pinhel
112. Ponte da Barca
113. Ponte de Sor
114. Portalegre
115. Portel
116. Póvoa de Lanhoso
117. Proença-a-Nova
118. Redondo
119. Reguengos de Monsaraz
120. Resende
121. Ribeira de Pena
122. Sabrosa
123. Sabugal
124. Santa Comba Dão
125. Santa Marta de Penaguião
126. Santiago de Cacem
127. São João da Pesqueira
128. São Pedro do Sul
129. Sardoal
130. Sátão
131. Seia
132. Sernancelha
133. Serpa
134. Sertã

135. Server do Vouga
136. Soure
137. Sousel
138. Tábua
139. Tabuaço
140. Tarouca
141. Terras de Bouro
142. Tondela
143. Torre de Moncorvo
144. Trancoso
145. Valpaços
146. Vendas Novas
147. Viana do Alentejo
148. Vidigueira
149. Vieira do Minho
150. Vila do Rei
151. Vila do Bispo
152. Vila Flor
153. Vila Nova da Barquinha
154. Vila Nova de Cerveira
155. Vila Nova de Foz Côa
156. Vila Nova de Paiva
157. Vila Nova de Poiares
158. Vila Pouca de Aguiar
159. Vila Real
160. Vila Velha de Ródão
161. Vila Verde
162. Vila Viçosa
163. Vimioso
164. Vinhais
165. Vouzela

Freguesias de baixa densidade em Portugal:

  1. Águeda
  2. União das freguesias de Belazaima do Chão, Castanheiro do Vouga e Agadão
  3. União das freguesias do Préstimo e Macieira de Alcoba
  4. Amarante
  5. Ansiães
  6. Candemil
  7. Gouveia (São Simão)
  8. Jazente
  9. Rebordelo
  10. Salvador do Monte
  11. União das freguesias de Aboadela, Sanche e Vázea
  12. União das freguesias de Bustelo, Carneiro e Carvalho de Rei
  13. União das freguesias de Olo e Carnadelo
  14. Vila Chã de Marão
  15. Amares
  16. Bouro (Santa Marta)
  17. Goães
  18. União das freguesias de Caldelas, Sequeiros e Paranhos
  19. União das freguesias de Vilela, Seramil e Paredes Secas
  20. Caminha
  21. Dem
  22. União das freguesias de Arga (Baixo, Cima, e São João)
  23. União das freguesias de Gondar e Orbacém
  24. Castelo de Paiva
  25. Real
  26. Condeixa-a-Nova
  27. Furadouro
  28. Guimarães
  29. União das freguesias de Arosa e Casteiões
  30. Loulé
  31. Alte
  32. Ameixial
  33. Salir
  34. União das freguesias de Querença, Tôr e Benafim
  35. Marco de Canaveses
  36. Várzea, Aliviada e Folhada
  37. Ourém
  38. Espite
  39. União das freguesias de Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais
  40. União das freguesias de Matas e Cercal
  41. União das freguesias de Rio de Couros e Casal dos Bernados
  42. Pompal
  43. Abiul
  44. Ponte de Lima
  45. Anais
  46. Ardegão, Freixo e Mato
  47. Associacão de freguesias do Vale do Neiva
  48. Bárrio e Cepões
  49. Beiral do Lima
  50. Boalhosa
  51. Cabaços e Fojo Lobal
  52. Cabração e Moreira do Lima
  53. Calheiros
  54. Estorãos
  55. Friastelas
  56. Gemieira
  57. Gondufe
  58. Labruja
  59. Labrujó, Rendufe, e Vilar do Monte
  60. Navió e Vitorino dos Piães
  61. Poiares
  62. Serdedelo
  63. Porto de Mós
  64. São Bento
  65. Santarém
  66. União das freguesias de Casével e Vaqueiros
  67. Silves
  68. São Marcos da Serra
  69. Tavira
  70. Cachopo
  71. Santa Catarina da Fonte do Bispo
  72. Tomar
  73. Olalhas
  74. Sabacheira
  75. União das freguesias de Além da Ribeira e Pedreira
  76. União das freguesias de Casais e Alviobeira
  77. União das freguesias de Serra e Junceira
  78. Vale de Cambra
  79. Arões
  80. Junqueira
  81. Valença
  82. Boivão
  83. Fontoura
  84. União das freguesias de Gondomil e Safins
  85. União das freguesias de São Julião e Silva
  86. Viana do Castelo
  87. Montaria
  88. Viseu
  89. Calde
  90. Cavernães
  91. Cota
  92. Ribafeita
  93. São Pedro de France
  94. União das freguesias de Barreiros e Cepões

Fale com um de nossos consultores

Nossa equipe tem uma taxa de sucesso de 100% quando se trata de solicitações do Golden Visa, e irá garantir que você encontre o investimento certo para suas necessidades.

Seu gerente de conta dedicado irá acompanhá-lo durante todo o processo, economizando seu tempo na hora de fazer sua inscrição. A nossa equipe tem anos de experiência e irá ajudá-lo a driblar as dificuldades que se colocam à frente de muitos investidores durante o processo de aquisição do Golden Visa Portugal.